https://revistas.ponteditora.org/index.php/e3/issue/feed e3 - Revista de Economia, Empresas e Empreendedores na CPLP 2021-12-29T20:47:08-05:00 Áurea Sandra Toledo de Sousa editor-chefe_e3@ponteditora.org Open Journal Systems <p>Sob o lema de Fernando Pessoa: “A minha pátria é a língua portuguesa”, a <strong>e<sup>3</sup> </strong>é uma publicação vocacionada para difusão de ciência em Português, atuando no espaço da lusofonia e da comunidade dos países de língua portuguesa. A linha editorial centra-se na área dos negócios, transversal a disciplinas como a economia, gestão, contabilidade, finanças, recursos humanos, marketing, entre outras. D<span class="color_29">isponibiliza os dados e publicações em regime de acesso aberto. Atua no mercado&nbsp;editorial, numa lógica de </span>responsabilidade social e de transferência de conhecimento para a sociedade.</p> https://revistas.ponteditora.org/index.php/e3/article/view/554 V7N2 2021-12-29T20:47:08-05:00 Ponte Editora geral@ponteditora.org <p>Revista Completa</p> 2021-12-29T00:00:00-05:00 Direitos de Autor (c) 2021 E3 - Revista de Economia, Empresas e Empreendedores https://revistas.ponteditora.org/index.php/e3/article/view/553 Editorial 2021-12-29T20:47:08-05:00 Áurea Sandra Toledo de Sousa editor-chefe_e3@ponteditora.org <p>Editorial</p> 2021-12-29T00:00:00-05:00 Direitos de Autor (c) 2021 E3 - Revista de Economia, Empresas e Empreendedores https://revistas.ponteditora.org/index.php/e3/article/view/382 As compras online e o comportamento dos consumidores 2021-12-29T16:01:01-05:00 Diogo Perestrelo do Rosário httperestrelosec@gmail.com João Correia ajoavcorreia@gmail.com Bernarda Rafaela da Silva Barbosa bernardasilva2014@gmail.com Emanuel Dinarte Mendonça Neto emanueldinarte@gmail.com Luís Filipe Seixas Sardinha luis.sardinha@isal.pt <p style="text-align: justify;">O <em>e-commerce</em> é uma importante ferramenta da atualidade mundial oferecida pelos benefícios da <em>internet</em>. As organizações e toda a sua envolvente são incentivadas ao seu uso em massa como uma maneira rápida e fácil de comprar <em>online</em>. Este estudo, tem como objetivo principal indagar se as compras online fazem parte do quotidiano dos residentes da Região Autónoma da Madeira (RAM) e compreender em que medida as organizações são afetadas pelo consumo online dos seus clientes. Através de um questionário <em>online</em> foram obtidas 100 respostas. A amostra foi não probabilística por conveniência. O instrumento continha questões com resposta de escolha múltipla e avaliações por intermédio da escala tipo <em>Likert</em>. Cerca de 92% da amostra assume já ter feito compras <em>online</em>. Foi destacado, entre outras, que as principais vantagens das compras <em>online</em> são os preços mais competitivos, a comodidade e variedade de produtos e como desvantagens a impossibilidade de testagem/experimentação, os custos de envio e o tempo de entrega. A frequência de utilização, os gastos, os produtos/serviços adquiridos, os sites utilizados, a satisfação e a influência pela pandemia provocada pela COVID-19 foram algumas das questões abrangidas. No final são apresentadas limitações e recomendações.</p> 2021-08-30T00:00:00-04:00 Direitos de Autor (c) 2021 E3 - Revista de Economia, Empresas e Empreendedores https://revistas.ponteditora.org/index.php/e3/article/view/439 Análise comparativa do regime fiscal das Zonas Francas na Europa 2021-12-29T16:01:01-05:00 José Campos Amorim j.camposamorim@gmail.com Albertina Paula Monteiro amonteiro@iscap.ipp.pt Catarina Libório Morais Cepêda catarina_cepeda@hotmail.com Gonçalo Rocha Teixeira Faria Coelho goncalofaria12@gmail.com <p>A luta contra a fraude e evasão fiscais tem sido debatida extensamente na literatura. As Zonas Francas estão sujeitas a diferentes regras de tributação relativamente aos países a que estão ligados. Os governos destas zonas têm maximizado os benefícios fiscais para tentar, através destas Zonas, aumentar o seu nível económico, recorrendo à facilidade do planeamento tributário, financeiro e comercial. Dada a importância destas Zonas para o controlo de Fraude e Evasão Fiscais, este estudo visa analisar os regimes fiscais das Zonas Francas da Europa. Ancorada na teoria institucional, esta pesquisa segue uma abordagem qualitativa, utilizando a técnica da análise documental. Os resultados indicam que as Zonas Francas da Europa com tributação mais baixa são a Polonia, a Letónia e a Espanha e que os regimes fiscais mais atrativos são o Luxemburgo, o Reino Unido e a Alemanha, em que está previsto uma isenção de tributação das pessoas coletivas. As Zonas Francas que integram mais colaboradores por empresa são a Croácia e a Lituânia, nomeadamente a Zona Franca de Kaunas, e a Polonia, em especial a <em>Pomeranian Special Economic Zone</em>. Adicionalmente, neste estudo verifica-se que a escolha das empresas pelas Zonas Francas é vista como uma manobra, um esquema e uma política de gestão fiscal que tem como único propósito a fuga aos impostos.</p> 2021-09-09T00:00:00-04:00 Direitos de Autor (c) 2021 E3 - Revista de Economia, Empresas e Empreendedores https://revistas.ponteditora.org/index.php/e3/article/view/451 Análise comparativa dos preços dos serviços de alojamento e restauração praticados pelas instalações hoteleiras do município de menongue antes e depois do surgimento da pandemia da COVID-19. 2021-12-29T16:01:01-05:00 Pedro Braz Paca dr.paca@hotmail.com Franklim Bivingo lukibobivingo2020@hotmail.com <p>Esta pesquisa apresenta uma reflexão sobre a análise comparativa dos preços dos serviços de alojamento e restauração praticados pelas instalações hoteleiras do município de Menongue, antes e depois do surgimento da COVID 19 - Este estudo tem como objectivo: analisar comparativamente os preços dos serviços de alojamento e restauração praticados pelas instalações hoteleiras do município de Menongue antes e depois do surgimento da pandemia da COVID – 19. Foram aplicadas técnicas qualitativas e quantitativas, em uma amostra não aleatória do tipo intencional. Os dados foram recolhidos através de questionários dirigidos aos directivos das instalações turísticas que constam do registro primário da Direcção Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, bem como aos clientes que se encontravam nas mesmas em busca do consumo dos serviços de alojamento e restauração oferecidos por estas instalações. Os resultados alcançados indicam que 47,50% dos clientes elegem instalações hoteleiras devido à qualidade dos produtos e serviços oferecidos; consequentemente 50% dos directivos das instalações hoteleiras afirmam que os clientes influenciam na formação dos preços; os directivos das instalações consideram importante o nível de variação dos preços neste período pandêmico para a fidelização dos clientes em níveis altos apesar da negatividade.</p> 2021-10-21T00:00:00-04:00 Direitos de Autor (c) 2021 E3 - Revista de Economia, Empresas e Empreendedores https://revistas.ponteditora.org/index.php/e3/article/view/458 Mercado de publicações científicas em língua portuguesa 2021-12-29T16:01:01-05:00 Ricardo Buso rbuso@economiametropolitana.com.br Eduardo Manuel de Almeida Leite eduardo.leite@staff.uma.pt <p style="text-align: justify;">O presente artigo centra-se no estudo de mercado das publicações científicas em língua portuguesa, através de uma análise da Scientific Electronic Library Online (SciELO), tendo como base de trabalho uma série de ensaios publicados por Leite (s.d.) e Leite (2015), no site brasileiro de apoio à ciência, Galoá.com.br. Os resultados do presente trabalho evidenciam uma discrepância no ímpeto de publicações de produção científica, por meio de tradicionais e consagradas editoras do gênero, entre a língua portuguesa e as demais, sobretudo inglesa. A concentração de mercado, com reflexo nos preços praticados, figura entre razões para a busca por alternativas mais acessíveis e democráticas, tanto ao nível do acesso, como da disseminação. No entanto, há lugar apenas para alternativas ao nível dos nichos de mercado. Entre as possibilidades, está o modelo SciELO, referência aos analíticos a demonstrar.</p> 2021-11-08T00:00:00-05:00 Direitos de Autor (c) 2021 E3 - Revista de Economia, Empresas e Empreendedores https://revistas.ponteditora.org/index.php/e3/article/view/497 O Impacto Da Pandemia Provocada Pela COVID-19 Na Estratégia Empresarial Numa PME - Um Estudo de Caso 2021-12-29T16:01:02-05:00 Carolina Flôr ana__flor@hotmail.com Maurílio Camacho zecamacho530@hotmail.com <p>O mundo foi dominado por uma pandemia, <em>COVID-19</em>, com impactos avassaladores ao nível da saúde e a nível económico, aumentando diariamente o número de infetados e de desempregados. Houve necessidade de modificar procedimentos com o intuito de mitigar a propagação do vírus. O presente trabalho tem o objetivo analisar o impacto da pandemia ao nível da estratégia empresarial numa empresa de contabilidade, sediada na Madeira, durante a pandemia provocada pela <em>COVID-19</em>. O desenvolvimento desta pesquisa visa determinar como uma pandemia pode influenciar a estratégia empresarial ao nível da comunicação interna, garantindo a sua continuidade no mercado. Assim, o artigo procura analisar as alterações estratégicas à comunicação num período pré e pós COVID-19. Através de um questionário foi possível verificar que foi necessário alterar o modo como os colaboradores comunicam entre si, assim como com os gestores, uma vez que, no período pós COVID-19 entraram em regime de teletrabalho e tiveram de pesquisar, utilizar e se adaptar a meios digitais. Limitações e sugestões futuras são apresentadas no fim do artigo.</p> 2021-11-16T00:00:00-05:00 Direitos de Autor (c) 2021 E3 - Revista de Economia, Empresas e Empreendedores https://revistas.ponteditora.org/index.php/e3/article/view/453 A formação de comportamentos financeiros através da educação orientadora a luz da ótica dos protagonistas 2021-12-29T16:01:02-05:00 Antonia Márcia Sousa pesquisadoramarciarodrigues@gmail.com Ruan Carlos dos Santos ruan_santos1984@hotmail.com Rogeane Morais Ribeiro rogeanemorais@yahoo.com.br Alexandre Oliveira Lima alexandrelima@unilab.edu.br <p>O estudo apresenta as contribuições e os direcionamentos de um projeto de educação orientado para o empreendedorismo e a formação de pensamentos que norteiam as finanças comportamentais de estudantes universitários. A pesquisa se caracterizou de maneira quantitativa, utilizando a pesquisa descritiva para subsidiá-la na análise documental. O lócus do estudo é uma Instituição de Ensino Superior no Ceará. Participaram da pesquisa alunos e professores envolvidos no projeto denominado de Feirão do Imposto, realizado há oito anos na instituição. Os dados foram coletados pelos métodos de observação participante, relato de experiências e documentos institucionais. Os dados foram analisados a partir de uma adequação da técnica de análise de conteúdo. Os resultados apontaram que os estudantes compreendem a necessidade de implantação de ações efetivas para cobrar dos poderes executivos e legislativos melhorias na oferta dos serviços públicos, no controle do aumento dos impostos e na transparência da aplicação dos recursos.Entretanto, não demonstraram influências diretamente na formação dos seus comportamentos financeiros.</p> 2021-11-28T00:00:00-05:00 Direitos de Autor (c) 2021 E3 - Revista de Economia, Empresas e Empreendedores https://revistas.ponteditora.org/index.php/e3/article/view/501 O absenteísmo e Conflitos Sociais nas Organizacoes: Caso da Empresa Novos Horizontes. 2021-12-29T16:01:02-05:00 Rénio Pedro Navilihana Mole reniomole@gmail.com <p>Absenteísmo e conflitos sociais é o tema que se desenvolveu neste trabalho, com o objectivo de analisar os factores que determinam as recorrentes ausências dos trabalhadores no local de trabalho, tendo em conta os componentes do sistema funcional. Tem como objectivos específicos, identificar que factores influenciam nas recorrentes ausências dos trabalhadores no local de trabalho; saber as consequências que estas recorrentes ausências trazem para a empresa no processo de desenvolvimento económico, político, empresarial e finalmente, explicar este fenómeno relacionando com uma ou mais teoria sociológica. No final da pesquisa conclui-se que a satisfação e motivação em relação ao trabalho e remuneração são factores que influenciam na recorrente pratica do absenteísmo na empresa. Estes resultados obteve-se através de método de abordagem quantitativa e qualitativa. Com o objectivo, de explorar e descrever o fenómeno em estudo.</p> <p>&nbsp;</p> 2021-12-02T00:00:00-05:00 Direitos de Autor (c) 2021 E3 - Revista de Economia, Empresas e Empreendedores