Mary Shelley e a Sibila de Cumas molduras proféticas no romance The Last Man (1826)

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Janile Soares

Resumo

Resumo


No ano de 1826 a escritora inglesa Mary Shelley publica o romance apocalíptico The Last Man, contando a história de como a humanidade fora dissipada por uma peste em 2100, restando apenas um sobrevivente que, imune à pandemia, resolve deixar registrado em forma de diário, a história do fim do mundo como ele o conhecia. Ao apresentar o relato que levou à escritura da narrativa, Mary Shelley nos coloca em contato com o mito da Sibila de Cumas, revelando ter encontrado o manuscrito que indicava os fatos que ela narrou em seu romance. Este artigo visa discutir a importância do texto introdutório do romance, considerando as molduras estabelecidas entre o mito da Sibila e as capacidades criadoras de Shelley.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Soares, J. (2021). Mary Shelley e a Sibila de Cumas: molduras proféticas no romance The Last Man (1826). Herança - Revista De História, Património E Cultura, 5(1). https://doi.org/10.29073/heranca.v5i1.455
Secção
Artigos

Referências

ALMEIDA, Alessandro de. A Sibila de Cumas: o mistério dos nove oráculos. Clube dos Disponível em: . Acesso em: 18/03/2020.
BENNETT, Betty T. Mary Shelley in Her Times. John Hopkins University Press: Baltimore, 2000.
GILBERT, Sandra; GUBAR, Susan. The parables of the Cave. In: The madwoman in the attic: the woman writer and the Nineteenth-century literary imagination. Boston: Yale University Press, 1984.
GILBERT, Sandra; GUBAR, Susan. Infecção na sentença: a escritora e a ansiedade de autoria. In: BRANDÃO, Izabel (Org.). Traduções da Cultura: perspectivas críticas feministas (1970-2010). Florianópolis: EDUFAL; Editora da UFSC, 2017.
JOHNSON, Barbara. A life with Mary Shelley. Stanford: Stanford University Press, 2014.
SHELLEY, Mary. The Last Man. Edição bilíngue. Tradução de Marcella Machado C. Furtado. São Paulo: Editora Landmark, 2007.