FRANCISCO DE ASSIS (1181 OU 1182): UM PARADOXO DO SEU TEMPO

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Josineide Siqueira de Santana
https://orcid.org/0000-0002-3382-559X
Verônica dos Reis Mariano Souza
https://orcid.org/0000-0001-8076-098X

Resumo

O objetivo deste artigo é conhecer e dialogar com o contexto sócio-histórico da vida de Francisco de Assis, buscando apresentar seu itinerário, numa comunicação entre a personagem e seu tempo, além de mostrar seu aporte para o mundo atual, por meio de sua concepção. Nascido em Assis, 1181 ou 1182, filho de Pietro di Bernadone e Jeanne di Bernardone, o jovem Giovanni di Pietro di Bernadone, apelidado de Francesco por seu pai, notabilizou-se, entre outras coisas, por sua forma radical de vida. Sua trajetória se encontra, principalmente, em seus testamentos e nas fontes franciscanas. Francesco é conhecido por revolucionar a Igreja, sem, no entanto, afastar-se dela. Munido de um pensamento de unidade e fraternidade, conseguiu, de forma rara, transcender o tempo, até os dias atuais. O pensamento de Francisco colaborou visão de mundo voltada à unidade dos povos, da diplomacia, meio ambiente e cultura de paz. Para escrita deste artigo foram utilizados os pressupostos teóricos-metodológicos da História Cultural, e para contribuir ao entendimento do homem de Assis, a bibliografia conta com autores como Foucault (1989), Le Goff (2005a – 2005b), Duby (1978, 2017), Franco (2001), além de Fassini (2004), entre outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Siqueira de Santana, J., & Mariano Souza, V. dos R. (2022). FRANCISCO DE ASSIS (1181 OU 1182): UM PARADOXO DO SEU TEMPO . Herança - Revista De História, Património E Cultura, 5(2), 165–178. https://doi.org/10.29073/heranca.v5i2.536
Secção
Artigos

Referências

Barros, J. A. (2010). Heresias: Considerações sobre a história de um conceito e sobre as discussões historiográficas em torno das heresias medievais. Fronteiras, V (12:21), 33-49. https://ojs.ufgd.edu.br/ index.php/FRONTEIRAS/article/download/570/711. Acesso em 12 de outubro de 2021, às 9h.

Caroli, E. (Coord.) (1999). Dicionário franciscano. Petrópolis (RJ): Vozes.

Celano, T. (2021). Vida de São Francisco de Assis. Petrópolis (RJ): Vozes

Duby, G. (1978) Tempo das catedrais – A arte e a sociedade (980-1420). Genebra: Estampa.

Duby, G. (2017). Idade Média, Idade dos homens. São Paulo: Cia. das Letras.

Espelho da perfeição - terceira parte cap. 14 [s.d.]. Centro Franciscano de Espiritualidade. http://centrofranciscano.capuchinhossp.org.br/fontes-leitura?id=2755&parent_id=2667.

Esser, K. & Hardick, L. (1982). Os escritos de São Francisco de Assis. Trad. Edmundo Binder. Petrópolis (RJ): Vozes.

Franco, H., Jr. (2001). A Idade média: nascimento do ocidente. São Paulo: Brasiliense.

Fassini, D.F. (Coord.) & Mamede, J.,F. (Ed.) (2004). Fontes Franciscanas. Santo André (SP): Editora Mensageiro de Santo Antônio.

Foucault, M. (1989). Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal.

Le Goff, J. (2005a). A civilização do ocidente medieval. São Paulo: EDUSC.

Le Goff, J. (2005b). São Francisco de Assis. Rio de Janeiro: Record.

Leluia, V. & Bohomoletz R. (2019). Francisco de Assis – História, contos e lendas. Petrópolis (RJ): Vozes.

Pernoud, R. (1997). Luz sobre a Idade Média. Sintra (Portugal): Europa-América.

Testamento de São Francisco.https://www.capuchinhosrs.org.br/lefan/franciscanismo/cronicas/cronica-de-jordao-de-jano/34.Acesso em 7 de setembro de 2021 às 11h20.

Vauchez, A. (1995). A espiritualidade na Idade Média Ocidental. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed.

Visalli, A. M. (2013). O crucifixo de São Damião: assim Cristo se manifesta a Francisco de Assis. Notandum 32. Maio a agosto. Porto (Portugal): CEMOr-Feusp/IJI-Universidade do Porto.