Efeitos fisiológicos decorrentes do jejum intermitente

  • Elton Bicalho
  • Leonardo de Almeida Alves
  • Diego Viana Gomes

Resumo

O jejum intermitente é caracterizado por período de privação alimentar seguido de alimentação ad libitum, e atualmente vem sendo utilizado como estratégia alimentar. O objetivo do presente estudo foi analisar os efeitos fisiológicos decorrentes do jejum intermitente descritos na literatura. Trata-se de uma revisão narrativa com estudos selecionados utilizando os descritores “jejum”, “restrição calórica”, “fasting”, “caloric restriction”, bem como artigos e livros acadêmicos relacionados a bioquímica, fisiologia e história do Ramadã. De acordo com a literatura, o jejum intermitente promove importantes alterações nos níveis de concentração de VLDL, LDL, HDL, colesterol total e triglicerídeos. Alterações nos indicadores hematológicos, glicemia, insulina e resistência à insulina também são reportados por alguns estudos. Os resultados podem variar de acordo com o consumo alimentar, duração do jejum, estado de hidratação, a prática de atividade física, sexo, mudanças sazonais, saúde fisiológica e patológica do adepto a essa prática alimentar.

Publicado
2020-12-19