ESTATUTO EDITORIAL DO JIM – Jornal de Investigação Médica

 

I. O JIM – Jornal de Investigação Médica, conhecido também pela forma abreviada de JIM, é uma publicação periódica. Propriedade da Editora: Ponteditora.

II. O JIM posiciona-se como um projeto editorial inovador e abrangente na área das boas práticas em saúde, numa perspetiva e visão biopsicossocial, humanizadora que integra o conceito alargado da saúde e do bem-estar, estimulando a divulgação de boas práticas nacionais e internacionais. Visa também a recolha e disseminação ampla de contributos promotores de reflexão, desenvolvimento, compreensão, construção, implementação e monitorização de boas práticas em saúde.

III. A linha editorial do JIM centra-se nas áreas da saúde, organizada por várias temáticas, obtendo uma transversalidade, inovação e criatividade nos campos da saúde. Considerando todos os determinantes da saúde, apraz-nos acolher a investigação que entrecruze e debata de forma reflexiva as questões da saúde e das boas práticas associadas a : antropologia, artes, cultura, desporto e atividades similares, economia, empreendedorismo, estatística, filosofia, governação, linguística, novas tecnologias, políticas, psicologia positiva, psicologia da saúde, neuropsicologia, sociologia, urbanismo, entre outras matérias que se cruzem e resultem numa melhor saúde e bem-estar dos indivíduos, grupos e sociedade.

IV. O JIM tem por missão poder contribuir para o desenvolvimento de trabalhos de investigação, promotores de análises e investigação com diferentes abordagens e perspetivas, em contextos, situações e objetivos centralizados nas áreas da saúde e de bem-estar do indivíduo, grupos, comunidades, organizações e sociedade.

V. O JIM é editado semestralmente, online, em língua portuguesa e inglesa, sendo disseminado em todo o mundo através da Internet.

VI. O JIM terá, aproximadamente, 80 a 180 páginas.

VII. O JIM destina-se a todos os profissionais das áreas da saúde, outros investigadores, estudantes das áreas abrangidas, incluindo todos os leitores das ciências da saúde, psicologia e serviço social, marketing, gestão da saúde, ciência política e social, sociologia, comunicação e marketing em saúde, entre outros explanados nos objetivos.

VIII. Interessam ao JIM todos os trabalhos de investigação com abordagens sobre vertentes mais práticas. Estimula-se o tratamento e desenvolvimento dos conceitos e temas associados a: comunicação em saúde, saúde, estilos de vida saudável, estratégias, intervenções comunitárias, ética, intervenções de proximidade, intervenções hospitalares, literacia em saúde, marketing em saúde, modelos de saúde, modelos de comunicação em saúde, organizações literadas, patient advocacy, políticas públicas de saúde, prevenção da doença e de riscos, projetos e intervenções de mudança de comportamento, relação terapêutica, segurança do doente entre outros temas que se enquadrem nos objetivos propostos pelo JIM.

IX. O JIM publica artigos académicos e científicos, originais e de revisão, bem como ensaios e resenhas/recensões críticas.

X. O JIM publica em língua portuguesa, assim como em inglês. Em cada artigo estão incluídos o título, resumo e palavras-chave em duas línguas.

XI. O JIM edita números regulares e números especiais, confiados a investigadores/as credenciados/as das respetivas áreas de especialidade (orientações para revisores/as), sob a escrutínio e aprovação da Equipa Editorial. Toda a colaboração é submetida a um exigente processo de seleção e revisão baseado em arbitragem científica e dois modos, cega por pares e por pares aberta.

XII. O JIM disponibiliza as Normas para apresentação e publicação de artigos e uma lista anual dos/as revisores/as que colaboram na arbitragem científica dos manuscritos, tendo uma política de revisão em que todos os artigos desta publicação científica passam por uma triagem rigorosa, com base na revisão por pares, cega dupla e aberta, assim como pelo crivo dos editores-chefes.

XIII. Almejando os mais elevados padrões de ética na publicação, a Equipa Editorial do JIM inspira o seu Código de Ética nas orientações estabelecidas pelo Commitee on Publication Ethics (COPE, Comité de Ética em Publicações, versão de março, 2011). Nesse código definem-se as responsabilidades de todas as partes envolvidas no ato de publicação do JIM.

XIV. No âmbito do JIM, qualquer artigo proposto, assim como a sua abordagem metodológica, deve propor uma contribuição significativa para a partilha de boas práticas em saúde e bem-estar, indo ao encontro dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS17).

XV. O JIM assume o compromisso de assegurar o respeito pelos princípios deontológicos e pela ética profissional dos jornalistas, assim como pela boa-fé dos leitores, nos termos n.º 1 do artigo 17º da Lei de Imprensa.

 

 

A procura constante pela elevada qualidade e rigor traduz-se na inclusão do JIM – Jornal de Investigação Médica, em bases de indexação internacionais, tais como: Directory of Research Journals Indexing - ACESSO; CrossrefACESSO; Sherpa/RomeoACESSO; RCAAP - ACESSO; Index Copernicus - ACCESS; Scilit - ACCESS; B-on; OpenAIRE - ACESSO; OUCI - ACESSO; BASE - ACESSOREDIB - ACESSO.; CITEFACTOR- ACESSO.

 

Os Editores-Chefes do JIM – Jornal de Investigação Médica,

Cristina Vaz de Almeida, PhD

Diego Viana-Gomes, PhD