Descritivo das Disciplinas e Áreas Científicas

A Revista Lusófona de Estudos Culturais e Comunicacionais (NAUS) é uma revista científica que se propõe ser um espaço de partilha e diálogo sobre as questões da Lusofonia, destacando a interseção dinâmica entre as áreas de cultura, comunicação e cidadania. Publica e divulga, em formato de acesso aberto, textos que entrelaçam diversas disciplinas, como estudos culturais e artísticos (entre artes, literatura, cinema), estudos culturais e comunicação cultural (filosofia, antropologia, sociologia, história, artes e design, cinema e literatura), e comunicação social (jornalismo, comunicação informação), e comunicação estratégica para a inclusão (publicidade, marketing, relações-públicas, administração, ciência política, direitos humanos). A NAUS navega pelos mares da inter, multi, trans e pluridisciplinaridade, proporcionando uma compreensão integral das questões contemporâneas que ecoam nos mares da Lusofonia.

Âmbito e Objetivos

A NAUS é uma publicação académica, editada e publicada semestralmente e destinada a professores/as, investigadores/as, profissionais e sociedade. A sua missão é divulgar trabalhos científicos originais que promovam a inovação, o diálogo e a divulgação das culturas lusófonas de forma holística. Esta abordagem reflete o princípio fundamental de que o conhecimento científico deve estar prontamente acessível, baseado na responsabilidade científica, e no compromisso de transferência de conhecimento para a sociedade. Publicada duas vezes por ano, oferece acesso aberto e gratuito, seguindo o princípio da disponibilidade livre do conhecimento científico. A qualidade dos manuscritos submetidos é meticulosamente assegurada através da avaliação rigorosa realizada pelo/a Editor/a-Chefe, pelo Conselho Científico e por, pelo menos, uma revisão por pares simples-cega, dupla-cega ou aberta.

Processos Editoriais e de Revisão por Pares

O objetivo da avaliação é ajudar os/as autores/as a melhorar a qualidade do seu trabalho, fornecendo avaliações construtivas e oportunas preparadas por académicos experientes. A NAUS considera o processo de avaliação como um passo fundamental para a melhoria dos manuscritos. Por esta razão, os revisores da NAUS são incentivados a apresentar, além do parecer sobre a publicação, sugestões de melhoria quanto ao conteúdo e forma do texto.

O processo de avaliação dos manuscritos submetidos à NAUS consiste em duas etapas. A primeira é uma avaliação preliminar pelo/a Editor/a-Chefe, examinando a adequação do trabalho à linha editorial da revista e fazendo a avaliação preliminar (Desk Review). A segunda parte é a própria revisão, que abrange três sistemas distintos de revisão por pares:

  • Revisão por pares simples-cega: revisor anónimo/autor revelado.
  • Revisão por pares dupla-cega: revisor anónimo/autor anónimo.
  • Revisão por pares aberta: revisor revelado/autor revelado.

Os/As autores/as designam o modelo de revisão preferido durante ou após a submissão do manuscrito. Na ausência de uma preferência especificada, o protocolo padrão é o processo de revisão por pares dupla-cega.

O processo de revisão dos artigos submetidos à NAUS inclui os seguintes passos:

  1. Os textos são submetidos pelos/as autores/as à plataforma da NAUS, sendo de imediato enviado um comprovativo de receção aos/às autores/as.
  2. O/A Editor/a-Chefe realiza uma triagem para verificar se os manuscritos
    1. se enquadram no âmbito da NAUS e têm qualidade suficiente. Se a decisão for favorável, são atribuídos dois revisores científicos. A revisão principal é a revisão por pares dupla-cega, permitindo aumentar a transparência na Ciência Aberta; alternativamente, pode ser realizada uma revisão por pares simples-cega ou aberta, caso o/a autor/a tenha especificado a sua escolha durante ou após a submissão do manuscrito. Os manuscritos também são avaliados quanto ao cumprimento dos requisitos formais.
    2. Se esta condição não for cumprida, são devolvidos para modificação.
  3. Os revisores têm 5 (cinco) dias úteis para aceitar ou recusar a revisão.
  4. Se concordarem em realizar a revisão, comprometem-se a concluí-la dentro de um mês, preenchendo o respetivo formulário de revisão.
  5. O artigo é aceite se a revisão por pares indicar aceitação ou aceitação com restrições. A equipa editorial pode intervir e tomar a decisão de aceitação em casos de empate após consulta a um/a terceiro/a revisor/a. Se ambos/as os/a revisores/as iniciais rejeitarem o artigo, os/as editores/as confirmarão a decisão de rejeição. Se ambos/as os/as revisores/as iniciais aceitarem o artigo, os/as editores/as confirmarão a decisão de aceitação.

Política de Acesso Aberto

A NAUS é uma publicação científica de Acesso Aberto Imediato e Gratuito através da Internet, pelo que pode ser consultada sem restrições. Ou seja, qualquer utilizador/a pode aceder livremente sem custos a qualquer momento e sem restrições de conteúdo em formato eletrónico. A NAUS permite também a pesquisa e reutilização de conteúdo, tanto manualmente como com o uso de instrumentos automáticos, se a reutilização for objeto de atribuição correta de autoria e origem.

Ahead of Print

A NAUS disponibiliza os ficheiros PDF dos manuscritos que passaram pelo processo formal de revisão por pares e foram aceites para publicação no formato “Ahead of Print” com um DOI Crossref antes de serem formalmente publicados.

Ficha Técnica

ISSN Online: 2184-3058

Frequência: Semestral

Propriedade: Ponteditora, Sociedade Unipessoal, Lda.