NAUS https://revistas.ponteditora.org/index.php/naus <p>Revista Lusófona de Estudos Culturais e Comunicacionais</p> Ponteditora pt-PT NAUS 2184-3058 Revista NAUS v.1 n.2 https://revistas.ponteditora.org/index.php/naus/article/view/146 <p>Revista completa.</p> Ponte editora ##submission.copyrightStatement## 2019-05-14 2019-05-14 1 2 1 74 10.29073/naus.v1i2.146 Editorial https://revistas.ponteditora.org/index.php/naus/article/view/147 <p>Editorial v.1 n.2.</p> Cristiano Henrique Ribeiro dos Santos ##submission.copyrightStatement## 2019-05-14 2019-05-14 1 2 5 6 10.29073/naus.v1i2.147 A urgência das historicidades críticas sobre os media para ajudar a desvelar o Jornalismo https://revistas.ponteditora.org/index.php/naus/article/view/134 <p>Busca-se refletir aqui sobre a importância e a urgência da análise crítica da história sobre as organizações dos <em>media</em>, especificamente as da área do Jornalismo, para melhor compreender produtos, conteúdos e discursos que elas propõem. Um dos sinais da pouca, ou quase nenhuma atenção à história como um processo e percurso investigativo nesse ambiente é o uso recorrente em muitos estudos da expressão: “jornalismo de referência”. Essa ideia de referência pode interditar o debate, não permitindo enxergar outras possibilidades interpretativas. Ao acolher o jornalismo de referência como uma constatação dada, pode-se validar histórias referencias dos próprios <em>media</em>, repletas de fábulas heroicas dos proprietários e de suas organizações. Metodologicamente, optamos por fazer um recorte histórico com o objetivo de perceber a construção da ideia de referências do jornalismo no Brasil: “era da modernização” da imprensa nos anos 1950, e utilizamos rastros críticos das histórias dos dois maiores jornais impressos em circulação no país: <em>O Globo</em> e <em>Folha de S.Paulo</em>.</p> José Cristian Góes ##submission.copyrightStatement## 2019-04-13 2019-04-13 1 2 7 24 10.29073/naus.v1i2.134 MARCO PAULO e companhia https://revistas.ponteditora.org/index.php/naus/article/view/135 <p>&nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; A compilação <em>Marco Paulo, </em>impressa por Valentim Fernandes em 1502, reúne três textos que constituem testemunhos de viajantes medievais pelas Índias orientais: o Livro de Marco Polo (versão original de ca. 1298); o livro de Nicolao Veneto cujo testemunho &nbsp;Poggio Bracciolini &nbsp;relata no livro IV da sua obra <em>De varietate fortunae </em>(ca. 1445), encerrando ainda com a carta de 1492 de Jerónimo de Santo Estevão, outro mercador italiano.</p> <p>&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp; No presente artigo, falarei sobre os dois primeiros textos referidos, procurando questionar-me porque terá querido Valentim Fernandes incluir numa mesma compilação estes dois testemunhos que distam cronologicamente quase dois séculos.</p> Maria Helena Martins Inês Garvão ##submission.copyrightStatement## 2019-04-13 2019-04-13 1 2 25 40 10.29073/naus.v1i2.135 Análise dos fatores que influenciam no desenvolvimento de startups em Belo Horizonte https://revistas.ponteditora.org/index.php/naus/article/view/120 <p>Este estudo analisou quais fatores podem influenciar no desenvolvimento de uma <em>startup</em> em Belo Horizonte, levando em consideração o ponto de vista dos investidores e das <em>startups</em>. Tal estudo se fez necessário devido ao crescimento acelerado deste tipo de empreendimento nos últimos anos, possuindo em contrapartida, um alto índice de mortalidade ou descontinuação dos projetos no primeiro ano de existência. O propósito desta pesquisa foi conduzido mediante um levantamento teórico a respeito do ecossistema de empreendedorismo e inovação, difundindo-se também acerca dos fatores pertinentes ao desenvolvimento de <em>startups</em>. Ainda, através de uma pesquisa qualiquantitativa de campo, realizou-se a coleta de dados primários em um universo de 328 <em>startups</em> e 18 investidores divididos em diferentes categorias. A amostra contou com a participação de 22 <em>startups</em> e 10 investidores que permitiu aferir os principais parâmetros considerados pelos investidores ao escolher uma <em>startup</em> para aplicar seus recursos; identificar os fatores de maior relevância para ambos os grupos de interesse no desenvolvimento dos projetos; além de detectar erros cometidos pelas <em>startups</em> durante a evolução dos projetos e classificá-los quanto sua gravidade.</p> Allan Ramos Iago Queiroz ##submission.copyrightStatement## 2019-05-14 2019-05-14 1 2 41 55 10.29073/naus.v1i2.120 Goa: contexto e pretexto do Memorial de D. Manuel de Mendonça (1593-1653) https://revistas.ponteditora.org/index.php/naus/article/view/131 <p>Se durante o século XVI, as relações diplomáticas entre a Santa Sé e o Padroado Português eram de cooperação e difusão da evangelização, várias fricções relacionais surgiram nos primeiros anos do século XVII, relacionadas com o envio de missionários, com a ordenação sacerdotal de naturais e com a administração das missões, que originaram a criação da Sagrada Congregação <em>de Propaganda Fide.</em> Esta instabilidade repercutiu-se nas missões presentes nas colónias portuguesas, nomeadamente em Goa. A carência de missionários, o aumento de convertidos naturais e a recusa em ordenar sacerdotes naturais, criou um ambiente de conflito entre clérigos europeus e indianos. A supremacia das ordens religiosas e, em particular, a predominância da Companhia de Jesus em Goa, vê-se ameaçada. Este trabalho focaliza-se na análise do fascículo 23 do <em>Fondo Gesuitico Collegia</em> do Archivium Romanum e quer evidenciar os elementos históricos e socioculturais característicos dessa conjuntura, no âmbito duma linha de pesquisa transdisciplinar e de uma ampla intercompreensão histórico-literária da convivência entre culturas.Se durante o século XVI, as relações diplomáticas entre a Santa Sé e o Padroado Português eram de cooperação e difusão da evangelização, várias fricções relacionais surgiram nos primeiros anos do século XVII, relacionadas com o envio de missionários, com a ordenação sacerdotal de naturais e com a administração das missões, que originaram a criação da Sagrada Congregação <em>de Propaganda Fide.</em> Esta instabilidade repercutiu-se nas missões presentes nas colónias portuguesas, nomeadamente em Goa. A carência de missionários, o aumento de convertidos naturais e a recusa em ordenar sacerdotes naturais, criou um ambiente de conflito entre clérigos europeus e indianos. A supremacia das ordens religiosas e, em particular, a predominância da Companhia de Jesus em Goa, vê-se ameaçada. Este trabalho focaliza-se na análise do fascículo 23 do <em>Fondo Gesuitico Collegia</em> do Archivium Romanum e quer evidenciar os elementos históricos e socioculturais característicos dessa conjuntura, no âmbito duma linha de pesquisa transdisciplinar e de uma ampla intercompreensão histórico-literária da convivência entre culturas.</p> Regina Célia de Carvalho Pereira da Silva ##submission.copyrightStatement## 2019-04-13 2019-04-13 1 2 56 74 10.29073/naus.v1i2.131