O Impacto Da Pandemia Provocada Pela COVID-19 Na Estratégia Empresarial Numa PME - Um Estudo de Caso

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Carolina Flôr
https://orcid.org/0000-0002-2675-5415
Maurílio Camacho
https://orcid.org/0000-0002-5251-0294

Resumo

O mundo foi dominado por uma pandemia, COVID-19, com impactos avassaladores ao nível da saúde e a nível económico, aumentando diariamente o número de infetados e de desempregados. Houve necessidade de modificar procedimentos com o intuito de mitigar a propagação do vírus. O presente trabalho tem o objetivo analisar o impacto da pandemia ao nível da estratégia empresarial numa empresa de contabilidade, sediada na Madeira, durante a pandemia provocada pela COVID-19. O desenvolvimento desta pesquisa visa determinar como uma pandemia pode influenciar a estratégia empresarial ao nível da comunicação interna, garantindo a sua continuidade no mercado. Assim, o artigo procura analisar as alterações estratégicas à comunicação num período pré e pós COVID-19. Através de um questionário foi possível verificar que foi necessário alterar o modo como os colaboradores comunicam entre si, assim como com os gestores, uma vez que, no período pós COVID-19 entraram em regime de teletrabalho e tiveram de pesquisar, utilizar e se adaptar a meios digitais. Limitações e sugestões futuras são apresentadas no fim do artigo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Flôr, C., & Camacho, M. (2021). O Impacto Da Pandemia Provocada Pela COVID-19 Na Estratégia Empresarial Numa PME - Um Estudo de Caso. E3 - Revista De Economia, Empresas E Empreendedores Na CPLP, 7(2), 089–108. https://doi.org/10.29073/e3.v7i2.497
Secção
Artigos

Referências

Barañano. (2008). Métodos e Técnicas de Investigação em Gestão (Edições Sílabo (ed.); 1a Edição). Europress, Lda.

Conner, D. R. (1995). Gerenciando na velocidade da mudança. Infobook.

Cunha, M. P. e, Cunha, R. C. e, Rego, A., Neves, P., & Cabral-Cardoso, C. (2007). Manual de Comportamento Organizacional e Gestão (R. Editora (ed.); 6a).

Curvello, J. J. A. (2012). Comunicação Interna e Cultura Organizacional. Casa das Musas.

Despacho n.o 100/2020 de 13 de março de 2020 Secretaria Regional de Saúde e Proteção Cívil, Pub. L. No. JORAM II, No 51 (2020).

Despacho n.o 101/2020 de 14 de março de 2020, Secretaria Regional de Saúde e Proteção Cívil, Pub. L. No. JORAM II, No 52 (2020).

Devesa, L. M. (2016). A importância da comunicação no contexto organizacional. 67.

Dutra, J. (2012). Gestão de Pessoas, Modelos, Processos, Tendências e Perspetivas (Atlas).

Folke, C., Carpenter, S. R., Walker, B., Scheffer, M., Chapin, T., & Rockström, J. (2010). Resilience thinking: integrating resilience, adaptability and transformability. Ecology and Society, 15(4).

Gil, A. (2017). Como Elaborar Projetos de pesquisa (E. Atlas (ed.); 6a edição).

Girod, S. J. G., & Whittington, R. (2017). Reconfiguration, Restructuring And Firm Performance: Dynamic Capabilities And Environmental Dynamism. Strategic Management Journal, 38(5), 1121–1133. https://doi.org/https://doi.org/10.1002/smj.2543

Gomes, L. A. V., Mello, A. M. de, & Rodrigues, A. C. A. (2020). Vencendo as Incertezas para Superar a Pandemia do Coronavírus. Jornal Da USP, 1.

Ignição Digital. (2018). O Que É Estratégia Empresarial? http://www.ignicaodigital.com.br/o-que-e-estrategia-empresarial/

Leal, A. P., Netto, Al. M. M., & Barbosa, I. C. (2019). Eficiência Na Comunicação Organizacional. Revista de Administração, 3, 124–141.

Maçães, M. (2017a). Da Gestão Tradicional à Gestão Contemporânea (1st ed.). Atual Editor.

Maçães, M. (2017b). Planeamento, estratégia e Tomada de Decisão (1st ed.). Atual Editor.

Maçães, M. (2017c). Planeamento, estratégia e Tomada de Decisão (C. Editora (ed.)).

Mafalda da Silva Torres. (2017). A comunicação interna como estratégia para a motivação dos colaboradores.

Marcelino, J. A., Rezende, A., & Miyaji, M. (2020). Impatos Iniciais Da COVID-19 Nas Micro E Pequenas Empresas Do Estado Do Paraná - Brasil. Boletim de Conjuntura, 2(5), 101–112.

Miles, R. E., Snow, C. C., Meyer, A. D., & Coleman, H. J. (1978). Organizational Strategy, Structure, And Process. Review, Academy of Management, 3(3), 546–562.

Monteiro, R. (2015). PENSAMENTO ESTRATÉGICO E MODELOS DE GESTÃO.

Moreira, T. da S. (2011). O que é Comunicação Empresarial?

Nicolau, I. (2001). O Conceito de Estratégia. In Intituto para o Desenvolvimento da Gestão Empresarial (pp. 1–17).

Organização Mundial de Saúde. (2020). Coronavirus disease (COVID-19). https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/question-and-answers-hub/q-a-detail/coronavirus-disease-covid-19

Pike, A., Dawley, S., & Tomaney, J. (2010). Resilience, adaptation and adaptability. Cambridge Journal of Regions, Economy and Society, 3(1), 59–70.

Porter, M. (1996). “What is Strategy?” Harvard Business Review, 74(6), 61–78.

Proctor, C. (2014). Effective Organizational Communication Affects Employee Attitude, Happiness, and Job Satisfaction.

Ribeiro, J. (2008). Manual Técnico do Formando: “Comportamento Organizacional.” In ANJE - Associação Nacional de Jovens Empresários e EduWeb.

Sardinha, L. (2019). Querer ser feliz não basta: da gestão à liderança em pequenas e médias empresas. A Pátria.

Teece, D. J., Pisano, G., & Shuen, A. (1997). Dynamic capabilities and strategic management. Strategic Management Journal, 18(7), 509–533.

Torres, M. da S. (2017). A comunicação interna como estratégia para a motivação dos colaboradores.

Vasconcelos, F. C., & Cyrino, Á. B. (2020). Vantagem competitiva: os modelos teóricos atuais e a convergência entre estratégia e teoria organizacional. Revista de Administração de Empresas.

Yin, R. (2018). Case Study Research and Applications (Sage (ed.); 6th editio). Sage.