Análise comparativa dos preços dos serviços de alojamento e restauração praticados pelas instalações hoteleiras do município de menongue antes e depois do surgimento da pandemia da COVID-19.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Pedro Braz Paca
https://orcid.org/0000-0002-7770-532X
Franklim Bivingo
https://orcid.org/0000-0002-2370-4786

Resumo

Esta pesquisa apresenta uma reflexão sobre a análise comparativa dos preços dos serviços de alojamento e restauração praticados pelas instalações hoteleiras do município de Menongue, antes e depois do surgimento da COVID 19 - Este estudo tem como objectivo: analisar comparativamente os preços dos serviços de alojamento e restauração praticados pelas instalações hoteleiras do município de Menongue antes e depois do surgimento da pandemia da COVID – 19. Foram aplicadas técnicas qualitativas e quantitativas, em uma amostra não aleatória do tipo intencional. Os dados foram recolhidos através de questionários dirigidos aos directivos das instalações turísticas que constam do registro primário da Direcção Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, bem como aos clientes que se encontravam nas mesmas em busca do consumo dos serviços de alojamento e restauração oferecidos por estas instalações. Os resultados alcançados indicam que 47,50% dos clientes elegem instalações hoteleiras devido à qualidade dos produtos e serviços oferecidos; consequentemente 50% dos directivos das instalações hoteleiras afirmam que os clientes influenciam na formação dos preços; os directivos das instalações consideram importante o nível de variação dos preços neste período pandêmico para a fidelização dos clientes em níveis altos apesar da negatividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Paca, P. B., & Bivingo, F. (2021). Análise comparativa dos preços dos serviços de alojamento e restauração praticados pelas instalações hoteleiras do município de menongue antes e depois do surgimento da pandemia da COVID-19. E3 - Revista De Economia, Empresas E Empreendedores Na CPLP, 7(2), 057–074. https://doi.org/10.29073/e3.v7i2.451
Secção
Artigos

Referências

Angop, J.N. (2019). “1ª Edição da ExpoHotel Angola e o 1º Congresso sobre Hotelaria e Turismo”. Disponível em: https:/www.angop.ao/angola/pt-pt/notícias minuto - a minuto.html/ dia 26 de setembro de 2019. Acesso em: 31 de agosto de 2020.

Assef, R. (1997). Guia prático de formação de preços. Rio de Janeiro: Campus.

Bernardi, L. A. (2017). Formação de preços: estratégias, custos e resultados. 5. ed. São Paulo: Atlas.

Bruni, A. L., & Famá, R. (2012). “Gestão de Custos e Formação de Preços”: com aplicação na HP12C e Excel.6ª ed. Brasil: Atlas.

Bruni, A.L., & Famá, R. (2004). Gestão de custos e formação de preços: com aplicação na calculadora HP 12C. 2º ed. São Paulo: Atlas.

Bruni, A. L., & Famá, R. (2002). Gestão de Custos e Formação de Preços: Com aplicação na calculadora HP 12C e Excel. São Paulo: Atlas.

Bruni, A. L. (2018). A administração de custos, preços e lucros. 6. ed. São Paulo: Atlas.

Costa, R., & Sousa, T. (2011). “Introdução à Gestão Comercial Hoteleira”. Lisboa – Porto: Lidel.

Duduche, K., Costa, A. D.; Silva, A. J.; Igarashi, D. C. C.; & Góis, J. L. (2011). Custeio baseado em atividade: proposta de implantação em uma empresa hoteleira. Perspetivas Contemporâneas, Campo Mourão, v. 6, n. 2, p. 101 - 125, jul./dez.

Esteves, T. (2012). OMT: Chegadas de turistas vão ultrapassar os mil milhões em 2012, Publituris, [online] Disponível em ˂ http://www.publturis.pt/2012/09/14omt-chegadas -de -turistas vao –ultrapasar-os-mil-milhões-em 2012/˃ [Consultado a 18 outubro 20021].

Ferrando, O. R., Prusaczyk, V. G., & Tejera, L. N. (2012). Determinación de precios en la indústria de la hotelería. Revista del instituto internacional de costos, Montivideu (Uruguay), p. 211 – 227. Edição especial XII Congresso.

Garrison, R. H. et al., (2013). “Contabilidade Gerencial”.14ª Ed. Brasil: AMGH.

Júnior, C.B.R. (2012). Precificação estratégica: um estudo de caso em prestadoras de serviços automotivos. 2012. 65 f. Monografia - Curso de Ciências Contábeis, Departamento de Centro Sócio Econômico, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2012. Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2021.

Kotler, P. (2000). “Administração de marketing”. Brasil: Prentice Hall.

Lindon, D., Lendrevie, J., Lévy, J., Dionísio, P., & Rodrigues, J.V. (2009). Mercator XXI Teoria ePrática do Marketing (12ª ed.). Dom Quixote.

Lorandi, J., A., & Borges, T. F. (2011). Processo de precificação estratégica em indústria de roupas de acessórios de neoprene. In: Congresso UFSC de Iniciação Científica em Contabilidade, 4º, 2011, Florianópolis. Disponível em: <http://dvl.ccn.ufsc. br/congresso/anais/4CCF/20101109072645.pdf>. Acesso em 11 out. 2021.

Machado, M. A. V., Machado, M. R., & Holanda, F. M. A. (2006). “Análise do processo de formação de preços do setor hoteleiro da cidade de João Pessoa/PB”: Um estudo exploratório. In: Encontro da ANPAD, 30. Brasil.

Maurício, N. R., & Ramos, K. C. M. (2011). Gestão na hotelaria. Revista F@pciência, Apucarana- PR, v. 8, n. 11, p. 99 - 113.

Martins, E. (2008). “Contabilidade de Custos. 9ª Ed. Brasil: Atlas.

Martins, E. (2010). Contabilidade de Custos. 10. ed. São Paulo: Atlas.

Organização Mundial do Turismo, (2020). Gestão da COVID-19 em hotéis e outros estabelecimentos do sector de hospedagem. Orientação provisória.

Padoveze, C. L. (2013). Contabilidade de custos: teoria, prática, integração com sistemas de informações (ERP). São Paulo: CengageLearning.

Pinto, L. J. S., & Moura, P. C. C. (2011). Formação do Preço de Venda e Estratégias de Precificação: o Caso da Leader Magazine. VIII SEGeT – Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia.

PROJECTOS EBAPE. (2020). Impacto Econômico da Covid-19 Propostas para o Turismo Brasileiro. Abril.FGV.

Ribeiro, O. M. (2016). Contabilidade de custos. 4. ed. Saraiva.

Rosadas, L. A. S., & Macedo, M. A. S. (2004). “Formação do preço de venda”: Uma análise do sector de material de construção. In: Congresso de Custos, XI, 2004, Porto Seguro, BA, Brasil.

Santos, J. J. (1991). “Formação de preços e do lucro”. São Paulo: Atlas.

Santos, J. J. (2012). Fundamento de custos para a formação do preço e do lucro. 5. ed. São Paulo: Atlas.

Silva, R. N. S. & Lins, L. S. (2013). Gestão de Custos: contabilidade, controle e análise. São Paulo: Atlas.

Vergara, S. C. (2010). “Projetos e relatório de pesquisa em administração. 12ª ed. Brasil: Atlas.

World Tourism Organization. (2021). World Turism Barometer. Volume 19. Issue 1. January.

Yanese, J. (2018). Custos e formação de preços: importante ferramenta para tomada de decisões. SãoPaulo: Trevisan Editora.